home    about    browse    search    latest    help 
Login | Create Account

Lutando com o arroz: construção do conhecimento agroecológico e resistência camponesa no Assentamento Filhos de Sepé em Viamão – RS.

Downloads

Downloads per month over past year

View more statistics



Preiss, Potira Viegas; Soglio, Fabio Kessler Dal and Kubo, Rumi Regina (2014) Lutando com o arroz: construção do conhecimento agroecológico e resistência camponesa no Assentamento Filhos de Sepé em Viamão – RS. [Fighting with the rice: building agroecological knowledge and peasant resistance in the Settlement Filhos de Sepé at Viamão – RS.] Revista Brasileira de Agroecologia, 9 (2), pp. 44-59.

[img]
Preview
PDF - Published Version - Portuguese/Portugues
1MB

Online at: http://www.aba-agroecologia.org.br/revistas/index.php/rbagroecologia/article/view/13290/10188

Summary

O processo de construção do conhecimento Agroecológico tem auxiliado a fortalecer a gestão da base de recursos de agricultores familiares criando sinergia entre diferentes formas de produção de conhecimento e dinâmicas sociais de desenvolvimento local. O presente trabalho tem como objetivo refletir sobre como o processo de construção do conhecimento agroecológico das famílias Assentadas em Viamão dialoga com o processo de recampesinização proposta por Ploeg. O Assentamento existe desde 1998, no distrito de Águas Claras, município de Viamão, RS. Nele vivem 376 famílias, vindas de 115 municípios do estado e representando uma diversidade de experiências em relação à agricultura e às formas de produção e de tipos de cultivo. É o maior assentamento de reforma agrária no estado, com 9.450 hectares, dos quais 2.543,46 hectares são destinados ao Refúgio da Vida Silvestre Banhado dos Pachecos, o que condiciona as famílias a produzir de forma orgânica desde 2008 por uma portaria do Estado. Apesar dos desafios, atualmente o assentamento é reconhecido pela produção de arroz agroecológico. Foram entrevistadas nove famílias diretamente envolvidas com o plantio e os dados foram os analisados a luz das teorias utilizadas buscando identificar as percepções, os discursos e as práticas. Ainda que o processo de transição seja recente, pela narrativa das famílias é possível constatar que o envolvimento com a agricultura de base ecológica a tem se mostrando mais adequado para a condição camponesa em se encontram, permitindo a ampliação da autonomia e melhoria da qualidade de vida em vários contextos. Há um reconhecimento do Estado sobre a relevância da Agroecologia e da agricultura familiar, dedicando a estas políticas públicas específicas que facilitam os processos de transição e de inserção de produtos nos mercados. No entanto, a atuação do Estado no que diz respeito a leitura e aplicação da legislação ambiental, tem contribuído para a reprodução e ampliação de um contexto de restrição sobre o uso dos recursos, colocando em risco o trabalho e modo de vida das famílias. Apesar de haver posicionamentos divergentes, ainda que o engajamento das famílias na transição agroecológica tenha sido influenciado por uma imposição legal, a permanência tem sido uma escolha.

Summary translation

The process of construction of Agroecological knowledge has been helping peasants to strengthen the management of their resource base by creating synergy between different forms of knowledge production and social dynamics in local development. This paper aims to reflect on how the construction of Agroecological knowledge by the families settled at Viamão dialogues with the process of repeasantization proposed by Ploeg. The Settlement has existed since 1998, in the district of Aguas Claras, at Viamão municipality, in the state do Rio Grande do Sul, Brazil. There are 376 families living in it, coming from 115 cities in the state and representing a diversity of experiences in relation to agriculture, forms of production and cultures. It is the largest settlement of agrarian land reform in the state, with 9,450 hectares, from which 2543.46 hectares are allocated to the Wildlife Refuge Banhado dos Pachecos. That conditions the families to produce organically since 2008 by a decree of the State. Despite the challenges, the Settlement is currently recognized for the agroecological production of rice. We interviewed nine families who were directly involved with the planting process and the data were analyzed in light of the theories used, in order to identify perceptions, discourses and practices. Although the transition process is recent, the narrative of families can be seen that involvement with ecologically-based agriculture has been more suitable for the peasant condition, allowing the families to expand their autonomy and improve quality of life in various contexts. There is a State recognition of the relevance of Agroecology and family farming, devoting to these specific public policies that facilitate the processes of transition and integration of products in the markets. However, the performance of the State regarding the reading and implementation of environmental legislation, have contributed to the reproduction and expansion of a context of restriction on the use of resources, endangering the work and way of life of families. Although there are divergent positions between families, even doe their engagement in the agroecological transition has been influenced by a statutory requirement, their permanence has been a choice.

EPrint Type:Journal paper
Keywords:Arroz agroecológico, Assentamentos em unidades de proteção ambiental, Reforma agrária, Transição agroecológica. Agroecological rice, Settlements in environmental protected areas, Land reform, Agroecological transition.
Agrovoc keywords:
LanguageValueURI
EnglishAgroecologyhttp://aims.fao.org/aos/agrovoc/c_92381
EnglishLand reformhttp://aims.fao.org/aos/agrovoc/c_4178
EnglishRicehttp://aims.fao.org/aos/agrovoc/c_6599
Subjects: Farming Systems
Crop husbandry > Production systems > Cereals, pulses and oilseeds
Farming Systems > Social aspects
Research affiliation: Brazil > Other organizations
ISSN:1980-9735
Related Links:http://www.aba-agroecologia.org.br/revistas/index.php/rbagroecologia/index
Deposited By: Pinto, Gabriela Franco
ID Code:27406
Deposited On:31 Mar 2015 15:50
Last Modified:31 Mar 2015 15:50
Document Language:Portuguese/Portugues
Status:Published
Refereed:Peer-reviewed and accepted

Repository Staff Only: item control page