home    about    browse    search    latest    help 
Login | Create Account

Agricultura apoiada pela comunidade: poderia a experiência dos agricultores americanos ser útil para os agricultores urbanos brasileiros?

Branco, Marina Castelo ; Liz, Ronaldo S de ; Alcântara, Flávia A ; Martins, Hélio AG and Hanson, James C (2011) Agricultura apoiada pela comunidade: poderia a experiência dos agricultores americanos ser útil para os agricultores urbanos brasileiros? [Community supported agriculture: could the experience of American farmers be useful to Brazilian urban farmers?] Horticultura Brasileira, 29 (1), pp. 43-49.

[img]
Preview
PDF - Published Version - Portuguese/Portugues
699kB

Online at: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-05362011000100008&lng=es&nrm=iso&tlng=pt

Summary

O projeto "Agricultura Apoiada pela Comunidade" (AAC) é uma alternativa de mercado utilizada na Europa e nos EUA. Neste mercado alternativo, os produtores oferecem a sua produção aos consumidores, sob a forma de cestas de alimentos, alguns meses antes de iniciarem a produção de suas culturas. Algum tempo depois, durante alguns meses, os consumidores irão receber os produtos. Atualmente, diversos países têm uma parcela significativa da sua população vivendo na pobreza. Por isso, diversas políticas públicas foram desenhadas nesses países com o objetivo de reduzi-la. O estímulo à agricultura urbana é uma dessas políticas. No entanto, frequentemente, os produtores urbanos pobres têm dificuldades para adquirir os insumos necessários para manter a sua produção. O apoio contínuo do governo local associado ao apoio contínuo da comunidade local poderia ajudar esses produtores a manter o seu sistema de produção. E, para esses agricultores urbanos pobres, o projeto AAC poderia ser um meio alternativo de organização. O objetivo desse trabalho foi obter algumas informações sobre o projeto AAC nos EUA e avaliar se consumidores e produtores urbanos pobres de uma cidade brasileira de baixa renda aceitariam se engajar neste tipo de projeto. Os produtores americanos envolvidos no projeto AAC em geral cultivavam uma área inferior a 2 ha, ofereciam diferentes tipos de hortaliças aos consumidores por pelo menos quarto meses e geralmente usavam práticas de produção orgânica. No entanto, havia dificuldades para a manutenção do projeto, sendo o planejamento da produção e a dificuldade de sua manutenção ao longo do tempo os maiores problemas. Alguns consumidores da cidade brasileira pesquisada se mostraram dispostos a participar deste tipo de projeto principalmente pela possibilidade de receberem alimentos frescos e produzidos organicamente. No entanto, o mesmo não ocorreu com os produtores urbanos pobres da cidade. E a razão principal para isso foi a impossibilidade deles garantirem a produção. Pesquisas posteriores deverão avaliar se a melhoria do sistema de produção poderia levar esses agricultores a se engajarem neste tipo de projeto.

Summary translation

Community Supported Agriculture (CSA) is an alternative food market used in Europe and in the USA. In this alternative market, farmers offer their production to consumers in the form of shares some months before they begin to produce their crops. Sometime later, during some months, consumers will receive the goods. Nowadays, several countries have a significant portion of their population that lives in poverty. Several public policies have been designed to reduce poverty in these countries and the stimulus to urban agriculture is one of these policies. However, poor urban farmers frequently have difficulties to purchase the inputs to continue with their food production. The continuous support of the local government associated to the continuous support of the local community could help those farmers to maintain their urban production. And for those poor urban farmers a CSA could be an alternative way of organization. The objective of this work was to get some information of CSAs from USA and find whether consumers and urban farmers from a poor Brazilian town would like to be engaged in this type of project. American CSAs generally occupied an area smaller than 2 ha, offered consumers different types of vegetables for at least four months and most of them used practices of organic production. However, there were several difficulties to run this project and the most important ones were planning and maintaining the production system. Some consumers from a town in Brazil were willing to engage in a CSA project mainly because they would receive fresh and organic products. Yet, poor urban farmers from this town did not show willingness to engage in a CSA project. Their main reason was that they were not able to control their production system. Further research could try to find if an improvement in the production system could lead farmers to engage in this type of project.

EPrint Type:Journal paper
Keywords:Agricultura urbana, Redução da pobreza, Organização alternativa. Urban agriculture, Poverty reduction, Alternative organization.
Agrovoc keywords:
LanguageValueURI
Englishagroecologyhttp://aims.fao.org/aos/agrovoc/c_92381
Englishurban agriculturehttp://aims.fao.org/aos/agrovoc/c_35707
EnglishPovertyhttp://aims.fao.org/aos/agrovoc/c_6151
EnglishAlternative agriculturehttp://aims.fao.org/aos/agrovoc/c_28792
Subjects: Farming Systems
Farming Systems > Social aspects
Research affiliation: Brazil > Embrapa - Brazilian Agricultural Research Corporation
Brazil > Other organizations
ISSN:0102-0536
DOI:10.1590/S0102-05362011000100008
Related Links:http://www.scielo.br/?lng=es
Deposited By: Pinto, Gabriela Franco
ID Code:22546
Deposited On:29 Apr 2013 17:52
Last Modified:29 Apr 2013 17:52
Document Language:Portuguese/Portugues
Status:Published
Refereed:Peer-reviewed and accepted

Repository Staff Only: item control page